A vida vai te mostrar, vai te guiar.

Posts marcados ‘atitudes imaturas’

Falar menos, ouvir mais!

Neste último final de semana, Maceió foi palco de um incidente num interessante e merecido evento o Maceió Music Festival – MMF, qual seja, o desabamento de parte de uma estrutura onde haviam várias pessoas que pretendendo se proteger da chuva, encaminharam-se para cima de estrutura a qual não suportou e veio abaixo.

Isso aconteceu no final do dia de sábado, último dia do evento, quando no twitter, várias e várias pessoas, noticiaram o lamentável incidente. Ocorreram várias e várias manifestações, de todas as espécies.

E o que me chamou atenção, foi a irresponsabilidade de alguns em alarmar a situação mais do que realmente merecia, dando uma conotação de grande tragédia quando não foi exatamente o que aconteceu.

Aí vem a máxima: temos que observar mais, ouvir mais e falar menos….bem menos!

Por que antes de passar a frente uma informação, uma ocorrência qualquer, o sujeito não tenta retirar e extrair elementos mais íntegros, palpáveis para que se chegue o mais próximo possível da verdade? E não trabalhar sob impressões próprias, tomando uma atitude imatura, desesperada, irresponsável.

Ultimamente, falamos por falar. Não escutamos mais, não temos mais o interesse de saber a fundo o que acontece. Estamos cada vez mais superficiais, artificiais, rasos. Não nos aprofundamos em nada! Apenas relatamos aquilo que vemos ou vimos, passamos para o papel, difundimos o acontecido, sem pensar nas consequências advindas de minhas únicas impressões.

Se não se sabe ao certo o que aconteceu, cale-se! Se quiser saber, vá a fundo, análise, pesquise, procure, investigue, não tire conclusões precipitadas, como uma criança ávida por um brinquedo que nem sempre se adapta a sua faixa etária.

O que aconteceu foi um incidente, que deve ser muito bem analisado, para que se evite ou que não volte a ocorrer. Claro que poderia ter sido um grave acidente. Porém, nada que não possa ocorrer com qualquer pessoa que organize este tipo de evento. Apenas deve-se analisar e contar que pode ocorrer para que as providências sejam rápidas e efetivas. Mas, todos sabemos das responsabilidades advindas destes ocorridos. Mas, não devemos crucificar e sim analisarmos ponderadamente o que aconteceu.

Hoje, ao vermos ou sabermos um fato, temos que ter cuidado com nossas impressões sobre. Creio que se não tenho nada de bom a dizer ou se não sei ao certo o que e como ocorreu, é melhor não dizer nada.

Pessoas que dão suas opiniões sem os outros pedirem. “Cospem” suas opiniões porque são imaturas o suficiente e não sabem se conter, justificando-se em “ataques de honestidade”. Se é ataque, jamais poderá ser de honestidade. Ou você convive bem com a honestidade, ou não sabe o que ela significa. Honestidade requer serenidade e não ataques impulsivos. Você precisa de um ataque para que a honestidade te socorra. Pelo amor!!

E quantas outras situações todos nós já presenciamos, ouvimos. Vamos ser mais cautelosos, menos intrometidos, mais profundos, mais responsáveis! Não é nada difícil e não prejudica ninguém!

E pra finalizar, como sempre gosto de fazer, cito algumas frases e pensamentos com o mesmo espírito:

Para a arte de viver, é preciso saber a arte de ouvir, sorrir e ter paciência…sempre. Hermann Hesse

Nas muitas palavras, não falta ofensa; quem retém os lábios, é sábio. Salomão

Na procura de conhecimentos, o primeiro passo é o silêncio, o segundo ouvir, o terceiro relembrar, o quarto praticar e o quinto ensinar aos outro. Textos Judaicos

E, ainda esta tirinha cômica e repleta de significado:

 

 

Nuvem de tags

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.