A vida vai te mostrar, vai te guiar.

Arquivo para março, 2011

Por que?

Sou professora. Amo minha profissão! A desenvolvo com orgulho, paixão, coragem!

Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina. (Cora Coralina)

Porém, ao chegar a época de provas, e após, parte dos resultados, ponho-me a pensar o que determinados alunos estão fazendo de suas vidas acadêmicas, e consequentemente, o que farão na esfera profissional.

Preocupo-me. Verdadeiramente! Compadeço-me daqueles que perdem seu tempo, gastam seu dinheiro, estão no lugar que não queriam estar…o que estas pessoas pensam? O que sentem?

Isso não chega a ser nem moralismo, mas, muitas vezes, beira à falta de inteligência, de sensatez, de lógica.

Todo mundo tem razão dentro de sua lógica pessoal, mas cabe a cada um de nós discernir se esta está de acordo com a relidade e com a ética.(Leandro Lima Oliveira)

A falta de interesse nas coisas que cercam estas pessoas é assustador! Isso é grave! Parece-me que não conseguem enxergar o lado bom e útil de nada. Fecham seus olhos e suas cabeças para o progresso. Colocam para si mesmos grandes obstáculos…”empurram com a barriga”, não se envolvem com nada, fazem tudo pelas “beiradas”! Passam suas vidas acadêmicas nos corredores da instituição. Nossa!! Quanta perda de tempo!

Somos responsáveis por aquilo que fazemos, o que não fazemos e o que impedimos de ser feito. (Albert Camus)

Para aqueles que têm a oportunidade de que seus estudos sejam patrocinados por seus pais: não têm vergonha de agirem de forma tão descompromissada, irresponsável? Não pensam em dar orgulho para estas pessoas que neles investem, e se assim o fazem é porque acreditam em seus potenciais?

“O meu corpo é um jardim, a minha vontade o seu jardineiro”. (William Shakespeare)

Confesso que não apenas me compadeço. Revolto-me! Porque alguns, tão jovens, já criaram dentro de si uma resistência tão atrevida, que fica difícil de penetrar em suas mentes e tentar semear algo de bom. Lamento!

Sou humanista e da mesma maneira que mantenho um contato muito forte com a realidade, acredito que o ser humano pode mudar, pode melhorar. Não consigo fazer algo, sem me envolver, sem saber o por quê, sem saber para qual finalidade. Não consigo ser tão superficial. E vejo pessoas que agem da maneira contrária com tanta maestria. Como conseguem? O que realmente tem valor em suas vidas?

Que eu não perca a vontade de doar este enorme amor que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido a provas e até rejeitado. (Chico Xavier)

Apesar deste “grupo seleto”, existem as compensações. Alunos envolvidos, atenciosos, dispostos a aprender, a compartilhar com os demais o que sabem ou suas dificuldades. É por estes que tudo vale a pena! Mal sabem eles de sua importância, e que o professor mantém-se alimentando-se de sua vontade, de seu entusiasmo.

Pronto! Achei a palavra certa: EN – TU – SI – AS – MO!! Quer dizer, “em Deus”, estar na presença de Deus. E quando não o sentimos, quando não o utilizamos, estamos distantes da presença de Deus. Será que vale a pena? Será que é tão difícil entusiasmar-se? Vejo entusiasmo como o sangue que corre em nossas veias e que nos carrega, nos impulsiona. Pessoas que não o tem, estão basicamente sem vida, sem força.

O entusiasmo é a maior força da alma. Conserva-o e nunca te faltará poder para conseguires o que desejas. (Napoleão Bonaparte)

Desejo, sinceramente, que os mais “desavisados” revejam seus conceitos, seu modo de levar a vida…pois sempre é tempo de mudar. Então, por que não agora?!

Como diria Platão, Tente mover o mundo – o primeiro passo será mover a si mesmo.

Anúncios

Ventos do meu passado…

Hoje, ao visitar o blog do Marques, deparei-me com um poema encantador sobre saudades da terra natal (http://blogdojosemarques.wordpress.com/2011/03/28/preciso-da-minha-terra/).

E, lembrei-me de um poema que já havia feito em 2010 sobre as impressões, sensações, sentimentos sobre minha terra natal, da qual estou distante desde 2008. Tenho muito orgulho de onde sou e apesar da despedida ter sido dolorosa, da distância ser parte da minha vida, concluo que tive que sair de minha terra pra progredir, pra seguir minha vida com minhas próprias pernas, abrir meus caminhos e cavar minhas oportunidades, tomando minhas decisões sem a interferência e opinião de ninguém. Esta viagem foi até certo ponto cruel, mas extremamente necessária, salutar.

Hoje, consigo ver o quanto fui corajosa, o quanto arrisquei, o quanto esta mudança alterou minha maneira de ser e de ver a vida e as pessoas. Tornei-me melhor! Sou muito feliz e realizada por isto ter acontecido e agradecida por Deus ter me concedido esta rica e linda oportunidade.

Mas, posso estar onde estiver, ir pra onde for, jamais esquecerei minhas raízes, minha essência, minha base. E se hoje, tenho valores tão reais, tão ricos, é porque tenho origem, tenho berço, tenho família. E sei que não serão perdidos passe o tempo que for.

Ventos de meu passado

 

Voltei…Estive lá…

Era como uma folha sendo levada pelo vento

Sendo empurrada por uma força que não era a minha

Retornando a lugares que eram parte de minha existência

De uma parte do que minha vida significa

Estranho!

 

Sentia que não fazia mais parte

Lá não era mais visto como um lugar que proporcionava conforto

Não me reconhecia lá

Um vazio…oco…sem dor

Não foi horrível, não era negativo

Mas…estranho!

Como astronauta flutuando no espaço

Como uma jangada no mar

 

Contudo, lá está minha raiz, minha base

E consigo, de longe, sentir seu cheiro, reconhecer os rostos e lembrar dos momentos

E…

Guardar dentro de mim estas sensações tão familiares, tão minhas

 

Mas sei que minha vida agora é aqui

Só pode ser assim

Desapegar-se é necessário

Para que outras vidas, outras sensações, outras dores, outros sabores

Tomem conta de mim

Invadam-me para que eu passe a fazer parte de onde estou

 

Gislaine Migliati – 13/01/2010

Niver do Blog do Marques e 2º EBA – 26/03/2011

No dia 26/03, sábado, na Cachaçaria Água Doce (Jatiúca), ocorreu a comemoração do aniversário de 2 anos do Blog do Marques (@Marques_JM), e ainda, a realização do 2º EBA.

O evento foi um sucesso! Não só as pessoas como o local, Cachaçaria Água Doce, colaboraram totalmente pra que tudo fosse perfeito!! Diversão, alegria, papos ótimos, sorrisos, novas informações, novos contatos…

Houve sorteio de havaianas, chocolate, duas camisas oferecidas pela moderna Freaks (Shopping Maceió) – @eekdcat, duas cachaças e dois coquetéis oferecidos pela Cachaçaria Água Doce, que nos recebeu super bem com um delicioso cardápio e ótimo atendimento!

O Espalha aí, (@espalhaiclube) compareceu e colaborou diretamente com cobertura do evento. Veja mais sobre: http://espalhai.tudonahora.com.br/2011/03/ii-eba-e-aniversario-do-blog-do-ze-marques/

Agora, aguardemos a realização do 3º EBA…até lá!!

ANIVERSÁRIO DO BLOG DO MARQUES…VAMOS!!??

No dia 26 de março de 2011, sábado agora, a partir das 17 horas, faremos o ANIVERSÁRIO DO BLOG DO MARQUES, que completa 2 anos de vida.

A festa será na CACHAÇARIA ÁGUA DOCE, na Jatiuca, que fica na rua: Alvaro Otacílio Nº 3977 fone: (82) 3235 – 5580 – Do lado do Antigo Cheiro da Terra! Terá controle individual de consumação.

Pois não, no que posso ajudar?

Quando pretendo comprar algo ou adquirir algum serviço, sempre imagino que o atendimento está incluído no “pacote”.

Não é apenas uma questão de se comprar um produto ou serviço de qualidade, mas também, há a necessidade de que o atendimento seja eficiente, funcional, individualizado para as necessidades daquele cliente, para que ele se sinta especial e, por consequência, retorne e divulgue o estabelecimento.
Vc encontra bons lugares para comprar, mas em contrapartida, encontra cada “lugarzinho mequetrefe”!!! Mau atendimento, falta de preparo e paciência dos vendedores, caras feias, má postura, insatisfação.

Os empresários têm que se conscientizar que atendimento é o espírito da coisa. Não é só vender por vender. Bom atendimento não é favor, é obrigação, é responsabilidade do empresário e daqueles que representam o negócio. Tem que haver treinamento de seu pessoal, pois são eles que “dão a cara a tapa”! A equipe tem que estar unida e confiar naquele que determina da ordens! Não adianta o chefe mandar se ele não sabe fazer. O funcionário tem que ver o chefe em ação! Só pode cobrar quem tem moral para tal!
O atendimento quando bem feito, fará com que o cliente se fidelize e seja definitivamente conquistado.
Interessante quando o vendedor ou responsável, depois da data da compra, entra em contato com o cliente para saber de suas dúvidas ou eventuais problemas ou insatisfações que advieram da compra do produto ou serviço.

Não é só atender ao consumidor….o atendimento deve ser BOM, FUNCIONAL, ADEQUADO E EFETIVO!

Uma certa vez presenciei uma situação: uma cliente entrou na loja, reclamou a beça, deixou registrada toda sua revolta. O vendedor ouviu calma e atenciosamente! Após a exposição de motivos da cliente, ele balançou a cabeça confirmando que ela estava certa, porém não tinha como atendê-la. Ele foi tão educado, tão paciente…que ela saiu da loja rindo e agradecendo!!
Isto é bom atendimento! É responsabilidade não só objetiva como social daqueles que exercem as atividades empresariais. O direito ao bom atendimento está assegurado não só por uma questão de sensatez e de boa educação, mas também garantido em lei, no artigo 6º do Código de Defesa do Consumidor, Lei 8078/90.

O povo brasileiro está cada vez mais exigente sim! Não vamos nos subestimar, achando que “é povo besta, burro” e que não sabe reclamar. Aos poucos vamos nos educando e aprendendo o que fazer com nossos direitos e cobrar dos outros suas respectivas obrigações.
Não é cobrar por cobrar, mas fazê-lo com fundamento com motivação!

A idéia de se obrigar os estabelecimento a adquirirem e colocarem à disposição um exemplar do código de defesa do consumidor é sensacional. E tem funcionado! Vários locais visitados já estão praticando.
Sinal de mudança pra melhor! Quanto mais conhecimento tivermos sobre nossos direitos, mais poder teremos sobre nossas decisões! Vamos em frente!

Se eu quiser falar com Deus…

O que preciso fazer para falar com Deus?
Não se exige nenhum sacrifício. Em qualquer momento, em qualquer situação, em qualquer lugar, posso sentir sua presença. Depende da intenção.
Não preciso necessariamente ir ou estar em um templo, em um culto, na presença de um líder religioso para sentir a mão de Deus me afagando.
Preciso só de intenção.
Cada vez que pratico uma boa ação; cada vez que escuto os problemas de algúem; cada vez que sorrio, que suspiro, que choro; cada vez que agradeço…e em outras tantas ações…Deus está em todos os lugares, e principalmente, dentro de mim.
Cada vez que o egoísmo, a arrogância, a má educação, a falta de tolerância e paciência ocorrem…afasto-me de Deus…afasto-me do bem que poderia praticar e deixo de alimentar minha essência, minha alma.
Deus está presente numa conversa com os amigos, numa música ouvida de repente, num sonho, nos acontecimentos, sejam eles bons ou maus. Tenho que estar alerta para receber, entender e interpretar seus sinais…sinais estes que me orientam, que me confortam, que me advertem!
A ligação que o humano tem com Deus é tão sutil, tão delicada que não se precisa de grandes esforços para encontrá-lo, para ouvi-lo, para senti-lo…apenas um sorriso, uma palavra, um pensamento, um gesto…Ele está onde eu quiser, onde eu precisar!
E vc, precisa de que para falar com Deus?

E no ensejo:

Looking For Changes -Paul McCartney

Nuvem de tags