A vida vai te mostrar, vai te guiar.

Arquivo para a categoria ‘Músicas’

Você renuncia a sua fé?

Há tempos atrás, uma amiga passava por maus momentos, quando me convidou pra participar de um culto religioso cuja finalidade era “limpeza”.

Como minha amiga realmente estava bem angustiada, não pensei duas vezes e fui com ela ao local. Pensei: se é pra ajudar, tá tudo certo!

Chegando lá, dezenas de pessoas já se encontravam no local. E algumas instruções foram dadas: eram feitos círculos de 8 a 12 pessoas, e no centro ficavam dois orientadores que pertenciam a respectiva igreja. Cada um dos que faziam parte do círculo, por vez, iria ao centro e todos os outros rezavam por ele.

Achei a idéia válida, interessante, pois creio que energia positiva sempre é bem vinda.

A primeira pessoa encaminhou-se ao centro. O orientador perguntou seu nome. Logo em seguida, perguntava a religião. E, se não fosse daquela religião específica, o orientador perguntava (pra caprichar!!), se a pessoa não renunciaria a sua fé para abraçar aquela nova realidade.

A maior parte das pessoas nem pensava duas vezes em dizer que “abriam mão de sua fé, para seguir o novo caminho”. A pergunta era feita de uma maneira tão inesperada, tão repentina, até agressiva, que a pessoa não conseguia realmente absorver o real significado da pergunta.

Até que depois de umas quatro pessoas, chegou minha vez. A orientadora, perguntou meu nome. Logo em seguida, minha religião. Quando eu respondi que era espírita Kardecista, logo em seguida, ela me “atacou”, perguntando se eu renunciava a minha fé. E, eu mais do que calma, respondi que não! Meu povo, pra que? A criatura teve um ataque, e começou a gritar comigo, dizendo que eu era uma alma perdida e que não tinha mais “conserto”, e que só restava a ela me entregar nas mãos de Deus.

Respondi que nas mãos de Deus eu sempre estive e ela não tinha o direito de agir daquela maneira. Imediatamente, ela abriu um frasco e começou a me jogar água benta, como se me exorcizasse. Esta parte realmente foi hilária!

Ao final, falei com o responsável, um religioso, pelo ocorrido, na presença dos orientadores, que me ouviu com respeito e simpatia. E desconhecia este tipo de comportamento. Pediu desculpas. Mas, eu ainda insisti que aquele acontecimento não poderia ocorrer em qualquer lugar e em nenhum momento. Um acontecimento infeliz promovido por uma ignorante, uma mulher sem respeito a nada nem ninguém.

Fico me perguntando até que ponto o ser humano chega para que sua razão e sua verdade prevaleçam. Até que ponto vale a pena?

Claro que devemos expor nossas razões, nossas idéias, nossa opinião, mas nunca, nunca devemos impô-la às pessoas. Devemos expor de maneira clara, até acalorada, porém, há limites para que não pareça um ataque, uma agressão. Aquele que sempre utiliza das palavras de maneira agressiva, vai, aos poucos, perdendo, diante dos outros, a credibilidade, pois sempre está aos brados tentando “loucamente” justificar-se.

Todos temos nossas opiniões, porém, a diversidade é interessante, saudável. Se for pra manter sempre sua opinião, sua idelogia, faça, porém, de maneira serena, segura, mas nunca imponha. Se for pra mudar, mude, porém, tente saber o por quê da mudança e se ela realmente se encaixa a sua vida, sem violentá-la.

Incluo neste post um video e algumas frases interessantes:

DIVERSIDADE E CONFLITO
“Meu amigo,
Se você
vem,
De um mundo
Onde,
Todos tem
O mesmo nariz,
O mesmo sorriso e
a mesma forma,
de ver e sentir as coisas,
Você não conhece, nada!
Você, não conhece, ninguém!”
(Livro: Quebrando o Espelho (Marcia Souto de Araújo)


“Eu jamais iria para a fogueira por uma opinião minha, afinal, não tenho certeza alguma. Porém, eu iria pelo direito de ter e mudar de opinião, quantas vezes eu quisesse”.(Nietzsche)

“Os adversários acreditam que nos refutam quando repetem a própria opinião e não consideram a nossa”. (Goethe)

“Eu prefiro ser uma metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo…” (Raul Seixas)

“Nunca discuta, não convencerá ninguém. As opiniões são como os pregos; quanto mais se martelam, mais se enterram”. (Alexandre Dumas)

Você cuida de quem ama?

Você já parou pra pensar como tem tratado aqueles que ama?

Temos uma vida tão corrida, tão cheia de compromissos, obrigações, afazeres, eventos, que imagino que seja difícil dar conta de tudo. Sabemos que alguma coisa pode ficar de fora de nossa atenção, não de modo doloso, mas efetivamente, pode ficar excluído de um cuidado mais apurado.

Claro…quem já não passou por isso, atire a primeira pedra. Acontece! Mas, que isso não ocorra com vezes repetidas.

Se aquela ou aquelas pessoas tão amadas, queridas, não estão recebendo a devida e merecida atenção, o que será que está acontecendo? e o que será que irá acontecer?

O que podemos fazer pra não deixarmos a situação ficar tão mais delicada?

Quem sabe fazer aquela ligação no meio da tarde pra sabermos como a pessoa está? Levá-la no meio da semana pra assistir aquela filme que tanto quer? Enviar um e-mail cheio de dengo, com uma poesia? Chegar em casa e perguntar como foi o dia?

Se pensarmos, há tantas coisas simples que podemos fazer. Coisas simples mas que terão um resultado tão positivo.

Nada como sabermos que aquela pessoa se importa, mas quando tomadas pequenas e pontuais atitudes pra registrar. Saber é bom, mas ouvirmos lindas palavras, ler um e-mail, não tem preço!

Lembrou da pessoa, seja ela quem for, ligue e diga que lembrou dela!

Vamos cuidar mais dos nossos queridos, que algumas vezes, deixamos de lado, mas é importante eles saberem que mesmo com a correria do dia-a-dia, eles sempre têm um espaço relevante em nossas vidas.

Neste ensejo:

Cuide Bem do Seu Amor – Paralamas do Sucesso

A vida sem freio me leva, me arrasta, me cega
No momento em que eu queria ver
O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante em que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
 um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for (2x)

E cada segundo, cada momento, cada instante
É quase eterno, passa devagar
Se o seu mundo for o mundo inteiro
Sua vida, seu amor, seu lar
Cuide tudo que for verdadeiro
Deixe tudo que não for passar

Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
 um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for (2x)

Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
 um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for (2x) 

Todos podem ter um mal dia…mas, só um!

Esta semana que passou foi complicada. Claro que tive bons dias, bons momentos, mas um dia em especial, quarta-feira, aborreceu-me sobremaneira. Confesso que me deixei envolver ( o que é raro!), pela tensão, irritação, por sentimentos nada nobres…mas, afinal, não sou perfeita…e creio que seja humana demais!

E neste dia fatídico, veio-me a lembrança da música do Legião Urbana, Perfeição.Esta música deixa muito bem registrado meu estado de espírito.

Apesar da revolta e aborrecimento, acredito piamente em dias imensamente melhores, produtivos, alegres, justos. Até porque todos merecemos!

Enjoy!

Perfeição – Legião Urbana

site http://www.vagalume.com.br

Vamos celebrar a estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja de assassinos
Covardes, estupradores e ladrões
Vamos celebrar a estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso Estado, que não é nação
Celebrar a juventude sem escola
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião
Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade.

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta de hospitais
Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras e seqüestros
Nosso castelo de cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda hipocrisia e toda afetação
Todo roubo e toda a indiferença
Vamos celebrar epidemias:
É a festa da torcida campeã.

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar um coração
Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado de absurdos gloriosos
Tudo o que é gratuito e feio
Tudo que é normal
Vamos cantar juntos o Hino Nacional
(A lágrima é verdadeira)
Vamos celebrar nossa saudade
E comemorar a nossa solidão.

Vamos festejar a inveja
A intolerância e a incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente a vida inteira
E agora não tem mais direito a nada
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta de bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo issocom festa, velório e caixão
Está tudo morto e enterrado agora
que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou esta canção.

Venha, meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão.

Venha, o amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça:
Venha, que o que vem é perfeição

 

Diariamente by Marisa Monte

A vida é mais simples do que pensamos. É nos detalhes que encontramos a graça de viver!

Brincar de Viver – Maria Bethania

Esta música interpretada por Maria Bethania é tudo de bom…viver é mais simples do que pensamos e melhor do que podemos imaginar!!

Viver…obrigação de fazermos o melhor possível por nós mesmos!

Tocando em frente

No ensejo do último post “Os brutos também amam”, compartilho com vcs esta linda e valorosa música do Renato Teixeira, interpretada por Almir Sater. Aproveitem!

Iris – Trilha Sonora “City of Angels”



Iris
Cidade Dos Anjos (trilha sonora)

Goo Goo Dolls – Iris

And I’d give up forever to touch you
‘Cause I know that you feel me somehow
You’re the closest to heaven that I’ll ever be
And I don’t want to go home right now

And all I can taste is this moment
And all I can breathe is your life
‘Cause sooner or later it’s over
I just don’t want to miss you tonight

And I don’t want the world to see me
‘Cause I don’t think that they’d understand
When everything’s made to be broken
I just want you to know who I am

And you can’t fight the tears that ain’t coming
Or the moment of truth in your lies
When everything feels like the movies
Yeah you bleed just to know you’re alive

And I don’t want the world to see me
‘Cause I don’t think that they’d understand
When everything’s made to be broken
I just want you to know who I am

(break and solo)

And I don’t want the world to see me
‘Cause I don’t think that they’d understand
When everything’s made to be broken
I just want you to know who I am

And I don’t want the world to see me
‘Cause I don’t think that they’d understand
When everything’s made to be broken
I just want you to know who I am

I just want you to know who I am
I just want you to know who I am
I just want you to know who I am

Nuvem de tags