A vida vai te mostrar, vai te guiar.

Arquivo para a categoria ‘Videos’

Sempre rir

Relaciono-me com muitas pessoas. Colegas de trabalho, amigos, alunos, família, conhecidos, funcionários etc.

Mas, uma situação marcou bem este último semestre. Pude presenciar não só de perto, mas também como mera observadora, algumas pessoas que, mesmo com uma certa convivência, não as vi sorrir.

Mesmo de longe, sem que as pessoas percebessem que eu as espiava, não as vi sorrir. Caras amarradas, nada amistosas.

Sinceramente, talvez estas pessoas nem acrescentassem nada em minha vida e vice-versa, mas me chamou a atenção, pois, como pessoas tão jovens ou seja em que etapa de vida estejam, podem ficar sem sorrir, sem dar uma boa gargalhada?

O poder de um sorriso! Nossa…que poder! É uma alegria dupla: poder sorrir e ver os outros sorrirem. É de graça, em nada prejudica e faz um bem tão singelo e ao mesmo tempo tão profundo. Dura alguns segundos, mas ficará registrado na memória por muuuuito tempo!

O sorriso cura um mau dia, altera idéias pessimistas, melhora uma face carrancuda…enche o coração de alegria.

Não tem contra-indicação. Pode ser utilizado várias e várias e várias vezes ao dia. Seus benefícios são incalculáveis. E… vicia!

Só podemos receber sorrisos, quando sorrimos. Sei que nem sempre é possível, mas faça dele uma constante. O sorriso contagia, e quando vc menos esperar, tudo ficou menos dolorido e bem mais colorido.

E pra encerrar, um pensamento do brilhante William Shakespeare: “É mais fácil obter o que se deseja com um sorriso do que à ponta da espada”

E, um video antigo do palhaço Bozo que faz rir sem querer:

Anúncios

Você renuncia a sua fé?

Há tempos atrás, uma amiga passava por maus momentos, quando me convidou pra participar de um culto religioso cuja finalidade era “limpeza”.

Como minha amiga realmente estava bem angustiada, não pensei duas vezes e fui com ela ao local. Pensei: se é pra ajudar, tá tudo certo!

Chegando lá, dezenas de pessoas já se encontravam no local. E algumas instruções foram dadas: eram feitos círculos de 8 a 12 pessoas, e no centro ficavam dois orientadores que pertenciam a respectiva igreja. Cada um dos que faziam parte do círculo, por vez, iria ao centro e todos os outros rezavam por ele.

Achei a idéia válida, interessante, pois creio que energia positiva sempre é bem vinda.

A primeira pessoa encaminhou-se ao centro. O orientador perguntou seu nome. Logo em seguida, perguntava a religião. E, se não fosse daquela religião específica, o orientador perguntava (pra caprichar!!), se a pessoa não renunciaria a sua fé para abraçar aquela nova realidade.

A maior parte das pessoas nem pensava duas vezes em dizer que “abriam mão de sua fé, para seguir o novo caminho”. A pergunta era feita de uma maneira tão inesperada, tão repentina, até agressiva, que a pessoa não conseguia realmente absorver o real significado da pergunta.

Até que depois de umas quatro pessoas, chegou minha vez. A orientadora, perguntou meu nome. Logo em seguida, minha religião. Quando eu respondi que era espírita Kardecista, logo em seguida, ela me “atacou”, perguntando se eu renunciava a minha fé. E, eu mais do que calma, respondi que não! Meu povo, pra que? A criatura teve um ataque, e começou a gritar comigo, dizendo que eu era uma alma perdida e que não tinha mais “conserto”, e que só restava a ela me entregar nas mãos de Deus.

Respondi que nas mãos de Deus eu sempre estive e ela não tinha o direito de agir daquela maneira. Imediatamente, ela abriu um frasco e começou a me jogar água benta, como se me exorcizasse. Esta parte realmente foi hilária!

Ao final, falei com o responsável, um religioso, pelo ocorrido, na presença dos orientadores, que me ouviu com respeito e simpatia. E desconhecia este tipo de comportamento. Pediu desculpas. Mas, eu ainda insisti que aquele acontecimento não poderia ocorrer em qualquer lugar e em nenhum momento. Um acontecimento infeliz promovido por uma ignorante, uma mulher sem respeito a nada nem ninguém.

Fico me perguntando até que ponto o ser humano chega para que sua razão e sua verdade prevaleçam. Até que ponto vale a pena?

Claro que devemos expor nossas razões, nossas idéias, nossa opinião, mas nunca, nunca devemos impô-la às pessoas. Devemos expor de maneira clara, até acalorada, porém, há limites para que não pareça um ataque, uma agressão. Aquele que sempre utiliza das palavras de maneira agressiva, vai, aos poucos, perdendo, diante dos outros, a credibilidade, pois sempre está aos brados tentando “loucamente” justificar-se.

Todos temos nossas opiniões, porém, a diversidade é interessante, saudável. Se for pra manter sempre sua opinião, sua idelogia, faça, porém, de maneira serena, segura, mas nunca imponha. Se for pra mudar, mude, porém, tente saber o por quê da mudança e se ela realmente se encaixa a sua vida, sem violentá-la.

Incluo neste post um video e algumas frases interessantes:

DIVERSIDADE E CONFLITO
“Meu amigo,
Se você
vem,
De um mundo
Onde,
Todos tem
O mesmo nariz,
O mesmo sorriso e
a mesma forma,
de ver e sentir as coisas,
Você não conhece, nada!
Você, não conhece, ninguém!”
(Livro: Quebrando o Espelho (Marcia Souto de Araújo)


“Eu jamais iria para a fogueira por uma opinião minha, afinal, não tenho certeza alguma. Porém, eu iria pelo direito de ter e mudar de opinião, quantas vezes eu quisesse”.(Nietzsche)

“Os adversários acreditam que nos refutam quando repetem a própria opinião e não consideram a nossa”. (Goethe)

“Eu prefiro ser uma metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo…” (Raul Seixas)

“Nunca discuta, não convencerá ninguém. As opiniões são como os pregos; quanto mais se martelam, mais se enterram”. (Alexandre Dumas)

Você cuida de quem ama?

Você já parou pra pensar como tem tratado aqueles que ama?

Temos uma vida tão corrida, tão cheia de compromissos, obrigações, afazeres, eventos, que imagino que seja difícil dar conta de tudo. Sabemos que alguma coisa pode ficar de fora de nossa atenção, não de modo doloso, mas efetivamente, pode ficar excluído de um cuidado mais apurado.

Claro…quem já não passou por isso, atire a primeira pedra. Acontece! Mas, que isso não ocorra com vezes repetidas.

Se aquela ou aquelas pessoas tão amadas, queridas, não estão recebendo a devida e merecida atenção, o que será que está acontecendo? e o que será que irá acontecer?

O que podemos fazer pra não deixarmos a situação ficar tão mais delicada?

Quem sabe fazer aquela ligação no meio da tarde pra sabermos como a pessoa está? Levá-la no meio da semana pra assistir aquela filme que tanto quer? Enviar um e-mail cheio de dengo, com uma poesia? Chegar em casa e perguntar como foi o dia?

Se pensarmos, há tantas coisas simples que podemos fazer. Coisas simples mas que terão um resultado tão positivo.

Nada como sabermos que aquela pessoa se importa, mas quando tomadas pequenas e pontuais atitudes pra registrar. Saber é bom, mas ouvirmos lindas palavras, ler um e-mail, não tem preço!

Lembrou da pessoa, seja ela quem for, ligue e diga que lembrou dela!

Vamos cuidar mais dos nossos queridos, que algumas vezes, deixamos de lado, mas é importante eles saberem que mesmo com a correria do dia-a-dia, eles sempre têm um espaço relevante em nossas vidas.

Neste ensejo:

Cuide Bem do Seu Amor – Paralamas do Sucesso

A vida sem freio me leva, me arrasta, me cega
No momento em que eu queria ver
O segundo que antecede o beijo
A palavra que destrói o amor
Quando tudo ainda estava inteiro
No instante em que desmoronou
Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
 um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for (2x)

E cada segundo, cada momento, cada instante
É quase eterno, passa devagar
Se o seu mundo for o mundo inteiro
Sua vida, seu amor, seu lar
Cuide tudo que for verdadeiro
Deixe tudo que não for passar

Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
 um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for (2x)

Palavras duras em voz de veludo
E tudo muda, adeus velho mundo
 um segundo tudo estava em paz

Cuide bem do seu amor
Seja quem for (2x) 

A nossa faceta Super-Herói

Quem é o super-herói?

Ontem, fui ao cinema e assisti o filme do Lanterna Verde. Fui, pois adoro estórias de super-heróis. Na minha infância e adolescência cheguei até a ler os quadrinhos.

Mas, em especial, neste filme, uma coisa me chamou mais atenção: os Lanternas Verdes eram uma legião de protetores intergaláticos da paz universal e sua força estava centrada na vontade. A partir do momento que você tivesse vontade, esta poderia se concretizar através de seu firme e benéfico pensamento.

Através do pensamento e dá vontade firmados na bondade, no bem querer, na solidariedade, tudo é possível! Mesmo que o objetivo a alcançar estivesse muito distante ou cheio de obstáculos, ainda sim você pode chegar lá. É só uma questão de tempo! A luz verde que alimenta a Legião equivale a esperança, a verdadeira vontade, a coragem, a vontade de ultrapassar e superar obstáculos. E em contrapartida, havia a famigerada luz amarela, que era a força do medo que nos contamina quando temos que tomar grandes decisões, nossas ações e pensamentos.

Mesmo existindo a luz amarela, ela ainda é necessária e não podemos ter receio de assumi-la, pois através da existência do medo é que podemos amadurecer, pois ao nos depararmos com os desafios e vencermos ou superarmos o medo, independente do resultado, sentimo-nos vivos, corajosos, verdadeiros super-heróis.

Pode parecer piegas, mas quem não assiste um filme destes e não imagina sair por aí como um grande protetor do bem, das boas intenções, da paz?

Se analisarmos temos um super-herói dentro de cada um de nós. E que a vontade, o livre arbítrio são as armas da coragem quando bem focalizados, quando bem direcionados. Mas também, podemos usar para atitudes não tão ortodoxas, mas ainda assim, depende de nós.

Podemos pensar que ser super-herói é uma personagem, é um ser a parte de nós, mas não! Ser super-herói é uma de nossas facetas, é um de nossos poderes…faz parte de quem você é!

Sempre precisamos de heróis, de pessoas que tenham comportamentos e atitudes dignas, que façam com que sintamos orgulho de sermos humanos.

Mas, o fato de sermos ou termos esta faceta dentro de nós, não quer dizer que não sintamos medo, receio. Faz parte do ser humano. Até o medo tem sua função, sua finalidade. O medo não deve ser evitado, escondido, mas deve ser vivido, admitido, superado.

A sensação de heroísmo pode acontecer de várias maneiras, depende de cada um…eu consigo senti-la quando após um período de conflitos, dúvidas…e que passou…sinto aquele alívio de missão cumprida, de lição bem aprendida, de ter tomado a melhor atitude, de ter registrado a melhor palavra ou melhor gesto em direção a alguém. E que apesar de sentir medo, consegui superar.

“Coragem é resistência ao medo, domínio do medo, e não ausência do medo” – Mark Twain

“Todos os homens têm medo. Quem não tem medo não é normal; isso nada tem a ver com coragem” – Sartre

“O medo tem alguma utilidade, mas a covardia não” – Gandhi

“Devemos construir diques de coragem para conter a correnteza do medo” – Martin Luther King

 

Este video de Mariah Carey cabe perfeitamente em minhas humildes e honestas linhas:

 

E você…qual super-herói você é?!

Dia dos Namorados

Sei que a data está mais para o consumismo do que qualquer outra coisa. Mas, não vamos ver só este lado cinza da data.

Para aqueles mais conscientes e que possuem uma relação…por que não aproveitar e ter um dia diferente com o namorado (a)?

Para aqueles que estão brigados, pode ser uma boa oportunidade de reconciliação. Para aqueles que está tudo bem…um dia para fazer ou compartilhar algo diferente…um almoço, um presente, um dengo, flores e tudo o que vier a imaginação.

Para aqueles que estão sozinhos, pode ser um bom momento para pensar e jogar todas as boas energias para o astral para que venha um namorado (a) bem interessante! O amor está onde menos esperamos…

Não deixe de dizer o quanto a pessoa é especial, o quanto ela significa pra vc. Por mais que saibamos, ouvir não tem preço! Diga que o aceita como é e que mesmo com os defeitos, as brigas…tudo é melhor ou fica menos difícil, quando temos alguém para partilhar nossas alegrias e aflições. Uma relação é eterno aprendizado, é a chance que temos de nos conhecermos, de nos testarmos, de vermos nossos limites e saber que podemos superar tudo, quando o amor realmente existe!

Cada um tem sua vida, sua profissão, seus gostos, sua personalidade, mas nada mais gostoso que depois de um dia de trabalho, vc chegar em casa e contar como foi seu dia, ser recebido na porta de casa com um abraço, um afago, um beijo…e por aqueles breves, porém, relevantes minutos, saber que tudo acaba bem!

Aproveito este post e dedico a todos os enamorados, mas, principalmente, ao meu amor, amigo, parceiro, confidente José Marques (@Marques_jm). Amo-te do fundo do meu coração e agradeço a Deus compartilharmos nossas vidas, desejos, coisas boas, ruins….! Já dediquei a ele este simples poema de amor, mas é ótimo recordar e compartilhar nesta ocasião:

Suscetível

 

Não imagino como foi

A mente diz, dá dicas, intromete-se nas idéias do coração.

Agora, sei como é…

Mas, por vezes, ainda incomoda, porém, menos que antes.

 

No teu olhar, claramente, posso me ver

E sinto uma imensa ternura vindo de ti

Como pode ser possível!?

Sei que é real

Mas, reluto…menos que antes.

 

Creio que estou me rendendo

A idéia me incomoda

Mas, sei como é

Não é mais um conflito

Às vezes, é apenas resistência, teimosia

 

Tua presença

Torna-me suscetível

Torna-me delicada, fina

Mas, minha rotina torna-se mais concreta

Mais interessante, mais significativa

 

Neste momento sinto tua falta

E consigo te ver claramente

Sentir teu cheiro, teu toque, ouvir tua voz

E querer-te como uma criança ávida e curiosa

Torno-me suscetível…

Suscetível a ti dentro de mim

 

Suscetível a teus desejos mais débeis

Suscetível a teus sonhos e frescuras

Suscetível a tuas idéias frívolas e sagazes

Suscetível a tua dignidade, a tua verdade, a tua beleza

 

Procuro não mais me importar

Apenas sentir do fundo de minha alma

A susceptibilidade de me deixar amar

E de amar

Gislaine Migliati (26/01/2010)

 

E esta música do Roupa Nova com a Joana que é simples em seus dizeres, mas quem não gostaria de ouvi-los:

Um feliz dia dos namorados pra todos!

Desejo muito amor, muita sintonia, paz, entendimento, sabedoria pra todos que compartilham suas vidas com seus parceiros pra lá de especiais, com suas qualidades  e defeitos. O amor sempre vale a pena!

Todos podem ter um mal dia…mas, só um!

Esta semana que passou foi complicada. Claro que tive bons dias, bons momentos, mas um dia em especial, quarta-feira, aborreceu-me sobremaneira. Confesso que me deixei envolver ( o que é raro!), pela tensão, irritação, por sentimentos nada nobres…mas, afinal, não sou perfeita…e creio que seja humana demais!

E neste dia fatídico, veio-me a lembrança da música do Legião Urbana, Perfeição.Esta música deixa muito bem registrado meu estado de espírito.

Apesar da revolta e aborrecimento, acredito piamente em dias imensamente melhores, produtivos, alegres, justos. Até porque todos merecemos!

Enjoy!

Perfeição – Legião Urbana

site http://www.vagalume.com.br

Vamos celebrar a estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja de assassinos
Covardes, estupradores e ladrões
Vamos celebrar a estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso Estado, que não é nação
Celebrar a juventude sem escola
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião
Vamos celebrar Eros e Thanatos
Persephone e Hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade.

Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta de hospitais
Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e a difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras e seqüestros
Nosso castelo de cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda hipocrisia e toda afetação
Todo roubo e toda a indiferença
Vamos celebrar epidemias:
É a festa da torcida campeã.

Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar um coração
Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado de absurdos gloriosos
Tudo o que é gratuito e feio
Tudo que é normal
Vamos cantar juntos o Hino Nacional
(A lágrima é verdadeira)
Vamos celebrar nossa saudade
E comemorar a nossa solidão.

Vamos festejar a inveja
A intolerância e a incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente a vida inteira
E agora não tem mais direito a nada
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta de bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo issocom festa, velório e caixão
Está tudo morto e enterrado agora
que também podemos celebrar
A estupidez de quem cantou esta canção.

Venha, meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão.

Venha, o amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça:
Venha, que o que vem é perfeição

 

Diariamente by Marisa Monte

A vida é mais simples do que pensamos. É nos detalhes que encontramos a graça de viver!

Nuvem de tags